Segunda-feira, 27.04.15

sophy.jpg

 

“Uma mulher formidável.”

Rainha Isabel II

 

Após alguns anos a viver em Lisboa, Sophy Stanton-Lacy é enviada para Londres pelo seu extravagante pai, o diplomata Sir Horace. A recebê-la estão os tios, os lordes Ombersley. Entre a incredulidade e o horror, os aristocratas veem-na chegar acompanhada de um papagaio, um cavalo, um macaco, e um galgo chamado Tina.

As surpresas não ficam por aqui. Os modos “latinos” de Sophy são um escândalo perante o qual a jovem não se deixa intimidar. Principalmente quando decide que há muito a mudar no seu – ainda que temporário – novo lar. A começar pelos primos: o arrogante Charles está noivo de uma mulher enfadonha; a bela Cecilia perdeu-se de amores por um poeta estouvado; e o imprudente Hubert está refém de um agiota. Parece que a magnífica Sophy chegou mesmo a tempo de os salvar a todos das suas vidas deprimentes.

Todavia, ela não contou com a reação de Charles. Se o jovem herdeiro tivesse antecipado a perturbação que Sophy causaria, nunca a teria recebido. Agora que o mal está feito, a solução é arranjar-lhe um marido conveniente que a tire de sua casa rapidamente. Uma urgência cujas razões ele prefere não aprofundar.

Mas este cupido amador parece estar perante uma tarefa fácil, pois Sophy sonha em encontrar uma alma gémea. Os seus devaneios românticos é que poderão surpreender Charles… ou talvez não…  

 

“Os seus livros são como a própria vida. Não precisamos de champanhe e bolos para viver, mas é maravilhoso tê-los.”

Wall Street Journal      

 

"Uma escritora de grande perspicácia e soberbo estilo.”

The Telegraph

 

"Brilhante!"

The Independent

 



publicado por Rita Mello às 15:08 | link do entrada | comentar | favorito
|

Georgette Heyer (1902-1974) começou a escrever a tempo inteiro em 1921, quando transformou em romance uma história que inventara para entreter um irmão convalescente. O sucesso foi de tal forma extraordinário que Georgette concluiu que a notoriedade não era necessária para assegurar a devoção dos leitores e decidiu não dar uma única entrevista na vida. Inspirada pela obra de Jane Austen, ficou conhecida pelo esmero da sua pesquisa histórica, graças à qual se estabeleceu como a grande precursora do romance histórico do período da Regência. Escreveu até ao fim da vida. O seu último livro, My Lord John, foi publicado postumamente.



publicado por Rita Mello às 15:05 | link do entrada | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 13.04.15

semanas.jpg

 

Uma viagem à volta do mundo.

 

«A relação entre irmãos é um tema importante. Especialmente quando se trata de uma relação tão próxima como a que eu tenho com o meu.» Nicholas Sparks

 

Unidos pelo amor e a tragédia, Nicholas Sparks e o irmão, Micah, estão prestes a embarcar na aventura de uma vida. Após as mortes inesperadas dos pais e da irmã, eles são os únicos sobreviventes da sua família nuclear. Durante três semanas, decidem, vão entregar-se à reflexão e à descoberta. De si próprios e do mundo.

Do Hemisfério Sul ao Círculo Polar Ártico, os irmãos rendem-se ao exotismo e mistério de alguns dos locais mais sagrados e míticos da Terra. Do deslumbrante Taj Mahal às assombrosas paisagens de Machu Picchu, um temerário Micah e um introspetivo Nicholas recordam a infância, revelam segredos de meninos, memórias de tempos idos e que nunca esquecerão. Dominados pela emoção, tentam sarar as feridas do seu trágico legado e aceitar a vida com todas as suas incertezas e pequenos milagres.

Ode à vida, livro de memórias e relato de viagem, Três Semanas com o Meu Irmão é um relato inspirador que nos encoraja a dar valor aos momentos felizes e às pessoas maravilhosas que os protagonizam. O livro mais íntimo e pessoal de Nicholas Sparks.



publicado por Rita Mello às 09:40 | link do entrada | comentar | favorito
|

Terça-feira, 31.03.15

acidental.jpg

 

Se Jane Austen e Woody Allen se juntassem para escrever um livro,

o resultado seria algo semelhante a

ROMANCE ACIDENTAL, Martha Woodroof

 

“Essencial para os amantes de ficção.” Library Journal

 

Esta é a história de um pacato professor universitário, a extraordinária mulher por quem se apaixona, o tímido filho que ignorava ter e a livraria onde tudo acontece.

 

Há muito que Tom Putnam se resignou a uma vida solitária. Os seus dias são passados a dar aulas de Inglês, a moderar as excentricidades dos colegas, e a cuidar de Marjory, a mulher neurótica que o prende num casamento disfuncional. O seu ideal de felicidade inclui (unicamente) as prateleiras poeirentas da livraria da universidade. Uma rotina ordenada e apática que corre o risco de ruir com a chegada de Rose Callahan, cuja missão é reavivar a decrépita livraria.

A energia de Rose e a sua indiferença perante a rígida hierarquia académica têm o dom de despertar os espíritos mais adormecidos. A começar pelo próprio Tom, cuja vida está prestes a mudar, ainda que não da forma (romântica) com que secretamente sonha. Numa carta breve, a poetisa com quem teve um desastrado caso amoroso no passado traz-lhe duas notícias. A primeira: Tom tem um filho com dez anos chamado Henry. A segunda: Henry está prestes a chegar.

Tom fica nas nuvens. E não desce à Terra mesmo perante o facto (óbvio) de Henry não poder ser seu filho e o desaparecimento (definitivo) de Marjory. A verdade é que a simples presença de Rose é suficiente para lhe encher o coração de amor. Mas este sentimento, sem o qual já não imagina viver, é, ironicamente, o único com que Rose não consegue lidar. E é então que, um dia, Rose desaparece misteriosamente…

 

“Amores improváveis, humor negro e personagens inesquecíveis fazem desta leitura uma experiência única.”

Publishers Weekly



publicado por Rita Mello às 09:20 | link do entrada | comentar | favorito
|

Martha Woodroof nasceu no Sul dos Estados Unidos. Entre inúmeras ocupações, foi coproprietária de um restaurante, atriz, editora, apresentadora de talk shows, cozinheira, disc jockey, autora de ensaios, e, tal como a protagonista de Romance Acidental, geriu a livraria de uma universidade. Atualmente, colabora com os jornais The New York Times, The Washington Post e San Francisco Chronicle. Vive com o marido num local remoto, onde as suas vizinhas mais próximas são vacas. Romance Acidental é o seu primeiro livro de ficção.



publicado por Rita Mello às 09:00 | link do entrada | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 23.03.15

só.jpg

Regina Ashton já recusou tantos pretendentes à sua mão que a alta-sociedade londrina a considera uma snobe sem coração. Não podiam estar mais enganados. Órfã desde cedo, Regina é a sobrinha superprotegida de Lord Edward e Lady Charlotte Malory, a quem é muito difícil agradar. Aos olhos dos tios, nenhum dos jovens candidatos é suficientemente bom. Cansada de tão infrutífera busca, a jovem sai de casa numa noite escura, decidida a informá-los de que não pensa casar... nunca! Mas o seu plano coloca-a no sítio errado à hora errada, e é raptada por engano. A sua ira perante a arrogância do raptor, Nicholas Eden, vai inesperadamente dar lugar a sentimentos contraditórios de paixão e vergonha. Aquela noite não mais lhe sairá da cabeça.
O Visconde Nicholas Eden também tinha um plano: dar uma lição à sua amante descontente, raptando-a ao abrigo da noite. Não contava enganar-se na pessoa e arruinar a reputação de uma menina de família. Mas agora, movido pelo desejo mais desenfreado que alguma vez sentiu, é a custo que reconhece que nunca poderá casar com Regina, apesar do escândalo que paira sobre eles.
Implacável, é o destino que os uniu a afastá-los irremediavelmente, ainda que ambos saibam que um amor assim só se vive uma vez...



publicado por Rita Mello às 14:36 | link do entrada | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Johanna Lindsey já vendeu mais de cinquenta milhões de exemplares das suas obras, traduzidas em doze línguas. Tendo escrito mais de quarenta romances (todos eles um sucesso de vendas), é uma das escritoras românticas mais conhecidas no mundo inteiro. Os seus romances históricos abrangem todo o tipo de épocas e lugares, desde a Idade Média ao Velho Oeste americano, mas a série que mais sucesso lhe granjeou foi a saga da família Malory, do período da Regência.
Lindsey vive atualmente no Maine.



publicado por Rita Mello às 14:34 | link do entrada | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 18.03.15

 

crime num quarto fechado.jpg

 

“Imperdível para fãs de Agatha Christie e Rex Stout.”

Morning Star

 

Num pequeno prédio em Oslo onde todos os moradores se conhecem, dá-se um crime impossível. Harald Olesen é assassinado a tiro na sua sala de estar. A arma não foi encontrada. A divisão estava fechada à chave por dentro, o apartamento vazio. Admirado por todos, Harald era um lendário herói da resistência a Hitler. É difícil imaginar quem terá cometido um crime tão vil. Mais complicado ainda é imaginar como terá sido executado.

O detetive inspetor Kolbjørn Kristiansen (também conhecido como K2) é chamado ao local. À medida que interroga os vizinhos da vítima, K2 começa a desenredar uma teia de mentiras que teme não ter fim. Felizmente, tem uma aliada: Patrícia Borchmann. A jovem está confinada a uma cadeira de rodas mas a sua mente prodigiosa não se detém perante tais limitações. Juntos, são a única esperança de deslindar este enigma aparentemente insolúvel.

 

“A crítica não tem poupado elogios a este livro e é fácil perceber porquê.

The Guardian

 



publicado por Rita Mello às 15:54 | link do entrada | comentar | favorito
|

Hans Olav Lahlum é escritor, historiador, político e jogador de xadrez. Nasceu e vive na Noruega, onde os seus livros policiais protagonizados pelo detetive inspetor Kolbjørn Kristiansen e a precoce Patrícia Borchmann têm vindo a conquistar os leitores e a crítica e lhe valeram comparações com ícones do romance policial clássico como Agatha Christie e Rex Stout.



publicado por Rita Mello às 15:51 | link do entrada | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 12.03.15



publicado por Rita Mello às 15:28 | link do entrada | comentar | favorito
|

Terça-feira, 03.03.15

 

felicity.jpg

 

“Um romance que nos incita a ver a beleza que existe em cada um de nós.”

The New York Times

 

Numa época em que as mulheres da nobreza só dispõem de duas opções – casar ou esperar que um parente rico morra – as irmãs Tribble não têm sorte nenhuma. Não só ainda não encontraram o amor como, após anos de bajulação a uma intratável tia velha, veem o seu nome apagado do testamento aquando da sua morte.

As românticas Amy e Effie Tribble sonhavam com ricos jantares de carne assada e batalhões de criados aduladores mas agora estão oficialmente na penúria. Ironicamente, é neste cenário desolador que lhes ocorre uma ideia brilhante: colocar a sua educação esmerada ao serviço das jovens mais “difíceis”, apresentá-las à sociedade e arranjar-lhes casamento.

Não contavam que a sua primeira cliente fosse Lady Felicity Vane, cuja rebeldia ameaça enlouquecer a sua própria mãe e arruinar o projeto sentimental de Amy e Effie. A jovem prefere caçar com os amigos a pensar em casar. Mal ela sabe que o seu suposto pretendente é o homem que mais a irrita (e que mais irritado se sente por ela). Felicity nunca admitirá que o seu coração treme ao ver Charles Ravenswood, principalmente porque o elegante marquês parece não ter paciência nenhuma para as suas extravagâncias. O clima entre ambos é tão tenso que, se soubessem o que as irmãs planeiam, o resultado seria, no mínimo, desastroso…   



publicado por Rita Mello às 10:17 | link do entrada | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Marion Chesney (também conhecida pelo pseudónimo M.C. Beaton) nasceu na Escócia. Autora de uma vasta obra que se divide em romances de época e livros policiais, é uma das escritoras mais queridas dos leitores britânicos, principalmente graças às suas séries protagonizadas por Agatha Raisin e Hamish Macbeth. Divide o seu tempo entre uma pequena vila nas Cotswolds e Paris.

Para mais informações sobre a autora, consulte o site:

www.mcbeaton.com



publicado por Rita Mello às 10:00 | link do entrada | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 26.02.15

meo.png

Na senda do sucesso que têm atingido os jogos casuais no MEO Interativo, a plataforma de TV da PT Portugal acaba de lançar mais um título, desta vez em parceria com a LeYa.

O Master Quiz by LeYa é um jogo exclusivo de cultura geral para ser jogado na MEO Box, recorrendo apenas ao comando da mesma. Este jogo promete ser um verdadeiro quebra-cabeças para centenas de milhares de clientes MEO que diariamente se divertem com os jogos casuais, a partir das suas casas, e que competem para figurar nos rankings dos mais diversos jogos que o MEO oferece.

Este jogo casual, muito ao estilo do popular “Quem quer ser Milionário”, desafia um ou vários jogadores a responder a perguntas de cultura geral, de categorias tão diversas como Literatura, História, Geografia, Artes e Música, havendo também uma categoria “Geral”, onde se encontram perguntas sobre os outros cinco temas. O jogo apresenta a chancela LeYa, assegurando assim a originalidade e qualidade das perguntas propostas aos jogadores, perguntas criadas de raiz por uma equipa de editores da área escolar e das edições gerais do grupo editorial.

O Master Quiz by LeYa é um jogo exclusivo MEO e está disponível gratuitamente no MEO Interativo para todos os clientes MEO ADSL e MEO Fibra com MEOBox. Para aceder ao Master Quiz basta clicar no botão azul do comando MEO, escolher a categoria Jogos e selecionar Master Quiz by LeYa. Podem jogar até 4 jogadores na mesma box, aumentando assim o divertimento e levando o entretenimento a toda a família ou amigos.

O desenvolvimento de jogos casuais, disponíveis no MEO Interativo, vem na sequência do sucesso comprovado que este estilo de jogos tem tido junto dos clientes MEO. Estes jogos, mais simples que os jogos de consola que o MEO também disponibiliza nas suas boxes, têm atingido números relevantes. Exemplo disso é o jogo Flappy Plane, que conta com mais de 400 mil visitas e mais de 10 milhões de sessões, desde o seu lançamento.

De salientar que em 2014, o MEO lançou 9 novos jogos casuais e o portfolio total conta já com mais de 28 milhões de sessões de Jogos. Jogos Exclusivos, desenvolvidos em parceria com marcas fortes como a Panda, Nutri-Ventures, Max Adventures, ZeroZero e, agora, com a LeYa, têm-se revelado excelentes apostas e formas inovadoras e diferenciadoras das marcas comunicarem com os seus seguidores.

Mais informações aqui.



publicado por Rita Mello às 11:58 | link do entrada | comentar | favorito
|

Terça-feira, 24.02.15

 

erro fatal.jpg

 

 

Um mistério da autora de OS CRIMES DO MONOGRAMA

 

A manhã que mudou a vida de Nicki Clements seria como tantas outras se o seu filho não tivesse esquecido a mochila em casa.
Foi com o objetivo de lha entregar que ela saiu. Não planeara passar vezes sem conta pela casa do controverso jornalista Damon Blundy, recentemente assassinado. Mas a verdade é que passou…

É a estranheza do seu comportamento que leva a polícia a interrogá-la. Nicki diz a verdade: não conhecia Damon. E não, não sabe explicar a enigmática arma do crime. Nem tão-pouco entende a mensagem que o assassino escreveu a tinta vermelha na parede da vítima: “ELE NÃO ESTÁ MENOS MORTO”.

O problema é que não poderá nunca revelar porque estava tão perto do local do crime. Se o fizer, terá de confessar um segredo que a destruirá. É que Nicki pode não ser culpada, mas está longe de ser inocente…

 

“Um dos grandes policiais da atualidade. Escrito com inteligência e classe. Absolutamente imperdível.”
The Times



publicado por Rita Mello às 10:38 | link do entrada | comentar | favorito
|

Para além dos seus aclamados thrillers psicológicos, publicados em vinte e sete países, Sophie Hannah escreve também poesia e contos, pelos quais já foi várias vezes premiada. Dois dos seus romances foram inclusivamente adaptados à televisão. Para além disso, Hannah foi escolhida pelos representantes do legado de Agatha Christie para escrever o primeiro policial protagonizado por Hercule Poirot desde a morte da sua célebre autora (Os Crimes do Monograma, já publicado pelas Edições ASA). Vive atualmente em Cambridge com o marido e os filhos.

 

Para mais informações sobre a autora, consulte o site:

www.sophiehannah.com



publicado por Rita Mello às 10:33 | link do entrada | comentar | favorito
|































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































arquivos

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

tags

a arte de amar

a casa do lago

a crítica

a herança

a leste do sol

a melodia do amor

a menina na falésia

a noiva italiana

agatha christie

agnès desarthe

agridoce

alice hoffman

alona kimhi

annie murray

anthony capella

as meninas dos chocolates

as raparigas da villa

as regras da sedução

as vidas privadas de pippa lee

autobigrafia

barbara e stephanie keating

barbara taylor bradford

bernardine kennedy

bernhard schlink

biografia

casamento de conveniência

chimamanda ngozi adichie

chris cleave

cinema

coleção crime à hora do chá

concurso

confissões ao luar

corações sagrados

crítica

crónica de paixões & caprichos

daniel mason

divorciada aos 10 anos

doces aromas

documentos

domenica de rosa

elizabeth edmondson

entrevista

esther freud

excerto

filme

jaycee dugard

jean sasson

joanne harris

jogos de sedução

julia gregson

julia quinn

kate jacobs

katherine webb

kunal basu

lesley pearse

lições de desejo

lili la tigresse

lucinda riley

madeline hunter

mary balogh

mil noites de paixão

natasha solomons

nicholas sparks

nicky pellegrino

nojoud ali

nunca digas adeus

nunca me esqueças

o clube de tricô de sexta à noite

o português inquieto

o segredo de sophia

os ingredientes do amor

os pecados de lord easterbrook

paullina simons

pequena abelha

prémios

procuro-te

quem quer ser bilionário

rani manicka

razões do coração

rebecca miller

roopa farooki

sam bourne

sarah dunant

segue o coração – não olhes para trás

seis suspeitos

sinopse

susanna kearsley

teu para sempre

top

trailer

trilogia langani

um verão em siena

uma carta inesperada

uma casa de família

uma noite de amor

uma vida ao teu lado

vida roubada

vídeo

vikas swarup

w bruce cameron

todas as tags

Amigas e amigos
A Casa Torta
A Galáxia dos Livros
A Gémea que Faltava
Alojaeasverdades
A Magia dos Livros
A Menina dos Policiais
Ametista Cintilante
A Minha Vida em Mil Páginas
Amostras e Passatempos
Anjo, Estrelinhas e Manas
Ao Ler o Livro
A Opinião do Prazer
A Participar
A Partir dos 30
Artes e Devaneios
As Ameias do Crepúsculo
As Histórias de Elphaba
As Leituras da Fernanda
As Leituras da Maggie
As Leituras do Corvo
As Minhas Leituras
Avenida Surrealista
A Viajante
Bad Books Don’t Exist
BiblioMigalhas
Biblioteca CEF LIVROS com VIDA
Biblioteca do CEDV
BlogBrottas
Blogtailors
Bookeater/Booklover
BookManíacas
Books and Books
Books Around the Corner
By Juaniska
Café de Letras
Cantinho das Partilhas
Cartuchos Literários do Guerreiro
Castelo de Letras
Chá da Meia-Noite
Chá de Menta
Chá para Dois
Chovem Livros
Cinco Quartos de Laranja
Clorofórmio do Espírito
Clube dos Livros
Clumsy Girl
Coisas da Cleo
Compartilhando Leituras
Conta-me Histórias
Cuidado com o Dálmata
Daqui Prá Frente Só Há Dragões
Declaro-me Sonhadora
Destante
De Volta dos Tachos
Directório Livros e Marcadores
Doce Refúgio
Doida por Livros
Dominus
Dos Meus Livros
Esmiuça o Livro
Esmiuçar os Livros
Estante de Livros
Este meu Cantinho
Expressividade
FazendoArte
Finding Neverland
Floresta das Leituras
Floresta de Livros
Folhas de Papel
Ganha Prémios na Net
Ganhar.me
Girl in the Clouds
Godalsky
Gosto de Ti Livro
Grilinha
Há Luz no Fundo do Túnel
Horas Serenas
Ines’s Secrets
Inocência de Amar
Já Ganhavas qualquer Coisa!
Jonasnuts
Kikisses
Lector in Fabula
Learning To Breathe on my Own
Leitura da Semana
Leituras (and so on)
Leituras… By Bauny
Leituras das Marias
Leituras de A a B
Ler
Ler e Reflectir
Ler é Viver
Ler por Gosto não Cansa
Ler, um Prazer Adquirido
Letras&Baquetas
Letras sem Fundo
Leves e Ausentes
Leya BIS
Livreo
Livros de Bia
Livros e Leituras
Livros e Marcadores
Livros, o Meu Vício
Livros no Tempo
Livros para Devorar
Livros que Inspiram
Lost in Chick-Lit
Lucie’s… Corner on the Moon
Magical Pieces…
Mais Alguém no Mundo
Mais Passatempos
Manta de Histórias
Marcador de Livros
Maria Pudim
Max Costinha
Mesmo Grátis
Mil Estrelas no Colo
Minha Essência
Mira 46
Momentâneos
Morrigan
Moura Aveirense
Muito para Ler
Mundo da Inca
Mundo de Prata
My Imaginarium
My Life
Na Companhia dos Livros
Na Esquina do Tempo
Na Palma da Mão
Nataxxa and Geninha’s Blog
Novas Perspectivas Insulares
O Baú da Erminda
O Meu Momento Zen
O Meu Mundo
O Meu Mundo Miga
O Mundo Encantado dos Livros
O Prazer da Leitura
O Prazer de Ler
Os Devaneios da Jojó
Os Livros da Maria
Os Livros Não Têm Segredos
Os Meus Livros
O Sótão da Mimi
O Tempo entre os Meus Livros
Ouvi Dizer
O Vento Debaixo das Minhas Asas
Palavras Impressas
Palavras Partilhadas
Palavras Soltas
Passatempos Online
Pedacinho Literário
Pereira’s Book’s
Photos e Afins
Pintar com Quantas Cores o Vento Tem
Pipocas Gourmet
Planeta Márcia
Poemas, Rimas & Prosas
Pontos e Pensamentos
Porta-Livros
Porto das Pipas
Portugal Creative
Postais de Anis
Prazer dos Passatempos
Princesa Nilo
Princezices
PTPassatempos
Quadrícula
Queria de Ti
Read to Grow Europe
Refém das Letras
Refúgio do Leitor
Refúgio dos Livros
Romance n’Alma
Romances in Pink
Sapo Livros
Segredo dos Livros
Segredos Escondidos
Silêncios que Falam
SimpleSamples
Sociedade Aberta
Sofia e os Livros
Sol a Cada Dia
Sonhos de uma Rapariga
Sombra dos Livros
Tantos Livros Tão Pouco Tempo
Tempo de Mim
Tertúlias à Lareira
The Fanatic Reader
Tocas e Baldocas
Toque Suave
Totó da Cabeça
Tralhas Grátis
Tuga Passatempos
Uma Biblioteca Aberta
Um Livro e um Café
Um Ponto Azul
Vaidades
Viajar pela Literatura
Vidas Desfolhadas




subscrever feeds