Quinta-feira, 30 de Abril de 2009

 

 



publicado por Rita Mello às 10:55 | link do entrada | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Segunda-feira, 27 de Abril de 2009

Agora, através de uma parceria com a Mediabooks, é mais fácil comprar os romances do blogue Chocolate para a Alma. Basta clicar em comprar, na coluna da direita, e acedem directamente à página do livro na Mediabooks.



publicado por Rita Mello às 18:06 | link do entrada | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 23 de Abril de 2009

O blogue da Colecção Bis está a promover um passatempo fantástico para celebrar o Dia Mundial do Livro. Estão a oferecer cem livros! Mais detalhes aqui.



publicado por Rita Mello às 17:18 | link do entrada | comentar | favorito
|

  



publicado por Rita Mello às 09:50 | link do entrada | comentar | favorito
|

Terça-feira, 21 de Abril de 2009

Dia 7 de Maio, às 18.30, sessão de autógrafos na Book.it do Dolce Vita Tejo.

Dia 8 de Maio, às 18.30, sessão de autógrafos no Continente do Colombo.

Dia 9 de Maio, às 15.30, sessão de autógrafos na Feira do Livro de Lisboa.

Fiquem também atentas ao Chocolate para a Alma, porque vamos ter muitas surpresas para as leitoras da Lesley Pearse...



publicado por Rita Mello às 09:54 | link do entrada | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Segunda-feira, 20 de Abril de 2009

“Esta foi sem dúvida uma história comovente, uma grande lição de vida, luta e resistência que a cada momento nos inunda os sentidos e apela à reflexão. É uma história de verdadeira coragem e determinação, que dá grande importância a sentimentos, como o instinto de sobrevivência e de protecção.(…) Recomendo! ;)”

Read To Grow Europe

 

“Fui completamente arrebatada pela história de Mary Broad. As aventuras que viveu, os sonhos que acalentou, a sua vontade férrea de sobreviver, a sua coragem e o seu amor, tudo me tocou profundamente. (…) É sem dúvida um livro excepcional, com algumas partes difíceis de digerir, mas que nos transmite muita coragem e força! Adorei! Recebe sem dúvida as primeiras 5 estrelas de 2009!”

As Leituras da Fernanda

 

“O que à primeira vista pode sugerir uma leitura cor-de-rosa para mulheres revelou-se um épico envolvente. (…) Um livro que nos faz meditar sobre a força de vontade e a determinação.”

Planeta Márcia

 

“Este é um livro que faz chorar e rir... que mostra o sentido da dor, do sofrimento, da luta, da lealdade e claro, do amor. E no meio disso tudo ainda nos faz perceber que o que temos é muito valioso, mesmo quando parece pouco... Nunca me Esqueças é uma obra que merece ser lida apenas pelo seu nome... porque afinal é isso que nós não queremos que aconteça: que sejamos esquecidos!”

Communicare

 

“É um livro que certamente irei reler. (…) Um livro muitíssimo bem escrito, com descrições pormenorizadas que nos fazem quase ‘estar’ no porão com a Mary, ou mesmo em alto mar, mais ainda quando segui o conselho da F. para seguir o Mapa que está no inicio ;)!”

Bookshelf da Betita

 

“Um livro agradável e que se lê muito bem. Fiquei curiosa para ler mais coisas desta autora.”

Estante de Livros

 

“Falei-vos no livro que estava a ler Nunca me Esqueças. Terminei-o ontem. Chorei. Mais que uma vez. Na verdade, é um livro perturbador, especialmente para nós mulheres. É dos tais livros a ler novamente, daqui a uns tempos...”

Até Onde Puder Ir…

 

“Uma história comovente, uma grande lição de vida, luta e resistência que a cada momento nos inunda os sentidos e apela à reflexão, uma história de verdadeira coragem e determinação, dando ênfase a sentimentos, como o instinto de sobrevivência e de protecção.”

Artes Viagens e Sabores

 

“É uma obra que vale a pena ler e que nos faz reflectir os limites da condição humana e nos nossos próprios limites.”

Reflexos Perfumados


Lesley Pearse está de parabéns porque escreve muitíssimo bem!”

Desabafo Virtual

 

“Gostei TANTO deste livro! Lê-se num ápice.”

O Meu País e Eu…

 

“Por estranho que pareça, não é um romance todo lamechas, daqueles que bem aprecio, mas sim um relato impressionante e verdadeiro. (…) Escreveria mais qualquer coisa, mas agora tenho de ir acabar de ler o livro, e não consigo parar de o ler.”

O Blog da Kiducha

 

“O livro Nunca me Esqueças, da escritora Lesley Pearse, prendeu-me de uma tal forma, que hoje mal consegui parar de ler.”

Vou Ser Mamã!!!



publicado por Rita Mello às 14:05 | link do entrada | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 16 de Abril de 2009

A família continua a ser o epicentro de muitos dos melhores romances que nos vêm do Oriente (seja de autores chineses, indianos ou paquistaneses). É esse o caso de Roopa Farooki que, neste delicioso Agridoce, nos conta os segredos e mistérios de uma jovem apaixonada (Shona Karim). A autora, nascida no Paquistão, vive em Londres e isso, de alguma maneira reflecte-se no olhar cândido para o universo da família Karim, das ligações do universo paquistanês com as culturas ocidentais, e dos desencontros entre mundos civilizacionais diferentes por parte de quem já não faz parte de nenhum deles. Uma obra fascinante e que emociona.



publicado por Rita Mello às 18:07 | link do entrada | comentar | favorito
|

Terça-feira, 14 de Abril de 2009

 

Lesley Pearse, uma das mais estimadas romancistas britânicas e autora de Nunca me Esqueças, vai estar em Lisboa de 7 a 10 de Maio. A escritora vai marcar presença na Feira do Livro de Lisboa e dará entrevistas a diversos órgãos de comunicação sociais.



publicado por Rita Mello às 16:24 | link do entrada | comentar | favorito
|

Eulália Cunha:

Gostar de alguém sem ser correspondido

É atroz e devia até ser completamente proibido,

Mas esta sina ainda ninguém conseguiu vencer,

São sempre as razões do coração que nos ditam o que fazer!

 

Sara Celorico:

As Razões do meu coração são irracionais; ele é alimentado pelo amor dos que gostam de mim, pela paixão pela leitura, pela ambição de querer sempre um futuro melhor, pelo orgulho de ser como sou, pela saudade daqueles que não estão perto de mim e que me fazem muita falta e sobretudo por todas as razões que me fazem viver cada dia como se fosse único.

 

Diana Ramos:

Porque é que eu gosto tanto de ler?

São as Razões da Razão que me fazem querer aprender

Porque é que gosto tanto de chocolate para a alma?

São as Razões do Coração que me dão prazer.

 

Susana Ricardo:

Como dizer numa frase o que tantos poetas levaram versos imensos a descrever?

Como dizer numa frase o que tantos romancistas recriaram por páginas sem fim?

Talvez não dizendo nada e dando provas de que as Razões do Coração são, afinal, as razões da própria vida!

 

Nuno Gonçalves:

Porque é que a minha vontade
se arrasta pelo chão?
E porque é que qualquer ilusão
te arrasta para o meu pensamento?
E porque é que em qualquer momento
me sinto incompleto,
se não estiveres por perto?
E porque é que a vida até parece
ser murmurada como uma prece,
sem precisar de uma consciência,
guiada sem apetência?
E porque é que a tua ausência por um segundo
é suficiente para fazer ruir o meu mundo?
Diz-me, perdi a razão?
Ou são razões do coração?



publicado por Rita Mello às 15:41 | link do entrada | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Quinta-feira, 9 de Abril de 2009

Lesley Pearse, autora do grande sucesso Nunca me Esqueças, vem a Portugal em Maio. Mais informações nos próximos dias.



publicado por Rita Mello às 11:11 | link do entrada | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Terça-feira, 7 de Abril de 2009

 

Escreva uma frase com as palavras Razões do Coração e habilite-se a ganhar um dos cinco exemplares de Razões do Coração que a ASA tem para lhe oferecer.

A frase terá de ser enviada até sexta-feira, dia 10 de Abril, para joanneharris@sapo.pt



publicado por Rita Mello às 11:23 | link do entrada | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 3 de Abril de 2009

 

Sozinha numa carruagem de primeira classe, Lisette, empertigou-se no momento em que se aproximavam da familiar Victoria Station. Regressava a Londres após mais uma viagem a França. Quase a completar quarenta anos de idade, a estrutura óssea do seu rosto, bela e delicada, conservaria a sua beleza até ao fim dos seus dias. A boca de lábios carnudos nunca fora uma desvantagem para ela, ainda que fora de moda numa altura em que seria de esperar em qualquer deusa do ecrã de cinema uns lábios bem mais delicados. Aprumada, sofisticada e, graças à sua capacidade de representação, capaz de esconder os seus sentimentos mais recônditos, nada na sua expressão revelava o sofrimento que sentia naquele momento.

Quando o comboio parou, levantou-se, respirou fundo, e reuniu todas as suas forças a fim de se preparar para o que a esperava. Um carregador avançou apressadamente, empurrando um carrinho.

– Bagagem, minha senhora?

Ela abanou a cabeça.

– Não, obrigada. Não trago nada.

Com casa tanto em Inglaterra como em França, não tinha necessidade de transportar nada com ela, a não ser quando fazia compras em Paris e trazia roupa das lojas de Paquin ou Worth, os seus dois costureiros favoritos. Desta vez, depois do telegrama urgente que recebera, não adiara a viagem por um dia sequer; mesmo assim, receava já ter chegado tarde de mais para poder fazer alguma coisa em relação à terrível crise que surgira.

Era um final de tarde quente de Junho, e ainda não escurecera, pois o sol não desaparecera completamente por detrás dos telhados e das cúpulas da cidade. Uma vez que a sua chegada não era esperada, não havia ninguém na estação para a receber. Lisette dirigiu-se sozinha para a fila de espera dos táxis. Ao caminhar, sentiu que lhe eram dirigidos os habituais olhares furtivos mas incisivos, despertados pela sua elegância parisiense, pois os fatos daquele Verão de 1914, embora ainda pelos tornozelos, tinham um novo corte, mais esguio, que favorecia a sua figura esbelta. Tal como a saia, o casaco cintado era de veludo de seda cor de creme e, elegantemente colocado sobre a sua bela cabeleira loura, o chapéu era debruado com fitas e adornado com uma única rosa amarela. Nesse dia, como acontecia frequentemente, alguns olhares de reconhecimento surpreendido voltaram-se na sua direcção, mas ela não reparou neles enquanto caminhava apressadamente.

Dentro do táxi, reclinou-se e fechou os olhos, voltando a temer o problema que teria de enfrentar. Tudo quanto sabia era que lutaria contra o que quer que fosse. No entanto, sentia-se tão confusa, vulnerável e desesperada como se tivesse novamente onze anos de idade, altura em que o mundo se estilhaçara à sua volta por uma razão completamente diferente. Conseguia ainda visualizar tudo o que acontecera nessa altura tão nitidamente como se tivesse sido ontem, porque nessa mesma manhã deixara para trás aquele local da sua infância, em Lyon.

 

Continue a ler Razões do Coração aqui.



publicado por Rita Mello às 11:02 | link do entrada | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quinta-feira, 2 de Abril de 2009

 

Ela estava destinada ao estrelato.

Ele decidiu abrir-lhe todas as portas.

O amor entre ambos tinha a força da mudança.

 

Paris, 1894. Num impulso do qual nunca se arrependerá, Lisette Decourt foge de casa na véspera do seu casamento. Apesar de ter jurado nunca mais se apaixonar, quando conhece Daniel Shaw fica imediatamente fascinada pelo sedutor inglês e pelo seu espectáculo de “lanterna mágica”, a arte precursora do cinema. O destino acaba por separá-los e Lisette refaz a sua vida como mulher independente e bem-sucedida, mas os seus sentimentos mantêm-se inalterados: ela não consegue esquecer Daniel. Quando o acaso volta a juntá-los, ele é já um realizador famoso, e vê nela a aura de magia capaz de a transformar numa grande estrela de cinema. E ele tudo fará para que nada impeça o seu sonho…

 

Pela mão de uma das mais apreciadas escritoras de romances históricos da actualidade, Razões do Coração recupera a época mítica em que o cinema dava os primeiros passos e apresenta-nos uma das suas fascinantes e inesquecíveis estrelas.



publicado por Rita Mello às 10:48 | link do entrada | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

“Uma história maravilhosa e envolvente.”

Booklist

 

“Rosalind Laker tem um dom maravilhoso para evocar ambientes, com uma pesquisa cuidada e detalhes intrigantes, compondo tudo isto com uma escrita genuinamente excitante.”

Publishers Weekly



publicado por Rita Mello às 10:48 | link do entrada | comentar | favorito
|

Rosalind Laker iniciou a sua carreira como escritora em 1970, com a publicação de Sovereign’s Key, o primeiro de uma longa lista de bestsellers traduzidos para mais de vinte línguas. Em comum, os seus romances têm um pano de fundo histórico e mulheres fortes como protagonistas. Casada com um norueguês, passa grande parte do seu tempo na Noruega.



publicado por Rita Mello às 10:47 | link do entrada | comentar | favorito
|































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































arquivos

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

tags

a arte de amar

a casa do lago

a crítica

a herança

a leste do sol

a melodia do amor

a menina na falésia

a noiva italiana

agatha christie

agnès desarthe

agridoce

alice hoffman

alona kimhi

annie murray

anthony capella

as meninas dos chocolates

as raparigas da villa

as regras da sedução

as vidas privadas de pippa lee

autobigrafia

barbara e stephanie keating

barbara taylor bradford

bernardine kennedy

bernhard schlink

biografia

casamento de conveniência

chimamanda ngozi adichie

chris cleave

cinema

coleção crime à hora do chá

concurso

confissões ao luar

corações sagrados

crítica

crónica de paixões & caprichos

daniel mason

divorciada aos 10 anos

doces aromas

documentos

domenica de rosa

elizabeth edmondson

entrevista

esther freud

excerto

filme

jaycee dugard

jean sasson

joanne harris

jogos de sedução

julia gregson

julia quinn

kate jacobs

katherine webb

kunal basu

lesley pearse

lições de desejo

lili la tigresse

lucinda riley

madeline hunter

mary balogh

mil noites de paixão

natasha solomons

nicholas sparks

nicky pellegrino

nojoud ali

nunca digas adeus

nunca me esqueças

o clube de tricô de sexta à noite

o português inquieto

o segredo de sophia

os ingredientes do amor

os pecados de lord easterbrook

paullina simons

pequena abelha

prémios

procuro-te

quem quer ser bilionário

rani manicka

razões do coração

rebecca miller

roopa farooki

sam bourne

sarah dunant

segue o coração – não olhes para trás

seis suspeitos

sinopse

susanna kearsley

teu para sempre

top

trailer

trilogia langani

um verão em siena

uma carta inesperada

uma casa de família

uma noite de amor

uma vida ao teu lado

vida roubada

vídeo

vikas swarup

w bruce cameron

todas as tags

Amigas e amigos
A Casa Torta
A Galáxia dos Livros
A Gémea que Faltava
Alojaeasverdades
A Magia dos Livros
A Menina dos Policiais
Ametista Cintilante
A Minha Vida em Mil Páginas
Amostras e Passatempos
Anjo, Estrelinhas e Manas
Ao Ler o Livro
A Opinião do Prazer
A Participar
A Partir dos 30
Artes e Devaneios
As Ameias do Crepúsculo
As Histórias de Elphaba
As Leituras da Fernanda
As Leituras da Maggie
As Leituras do Corvo
As Minhas Leituras
Avenida Surrealista
A Viajante
Bad Books Don’t Exist
BiblioMigalhas
Biblioteca CEF LIVROS com VIDA
Biblioteca do CEDV
BlogBrottas
Blogtailors
Bookeater/Booklover
BookManíacas
Books and Books
Books Around the Corner
By Juaniska
Café de Letras
Cantinho das Partilhas
Cartuchos Literários do Guerreiro
Castelo de Letras
Chá da Meia-Noite
Chá de Menta
Chá para Dois
Chovem Livros
Cinco Quartos de Laranja
Clorofórmio do Espírito
Clube dos Livros
Clumsy Girl
Coisas da Cleo
Compartilhando Leituras
Conta-me Histórias
Cuidado com o Dálmata
Daqui Prá Frente Só Há Dragões
Declaro-me Sonhadora
Destante
De Volta dos Tachos
Directório Livros e Marcadores
Doce Refúgio
Doida por Livros
Dominus
Dos Meus Livros
Esmiuça o Livro
Esmiuçar os Livros
Estante de Livros
Este meu Cantinho
Expressividade
FazendoArte
Finding Neverland
Floresta das Leituras
Floresta de Livros
Folhas de Papel
Ganha Prémios na Net
Ganhar.me
Girl in the Clouds
Godalsky
Gosto de Ti Livro
Grilinha
Há Luz no Fundo do Túnel
Horas Serenas
Ines’s Secrets
Inocência de Amar
Já Ganhavas qualquer Coisa!
Jonasnuts
Kikisses
Lector in Fabula
Learning To Breathe on my Own
Leitura da Semana
Leituras (and so on)
Leituras… By Bauny
Leituras das Marias
Leituras de A a B
Ler
Ler e Reflectir
Ler é Viver
Ler por Gosto não Cansa
Ler, um Prazer Adquirido
Letras&Baquetas
Letras sem Fundo
Leves e Ausentes
Leya BIS
Livreo
Livros de Bia
Livros e Leituras
Livros e Marcadores
Livros, o Meu Vício
Livros no Tempo
Livros para Devorar
Livros que Inspiram
Lost in Chick-Lit
Lucie’s… Corner on the Moon
Magical Pieces…
Mais Alguém no Mundo
Mais Passatempos
Manta de Histórias
Marcador de Livros
Maria Pudim
Max Costinha
Mesmo Grátis
Mil Estrelas no Colo
Minha Essência
Mira 46
Momentâneos
Morrigan
Moura Aveirense
Muito para Ler
Mundo da Inca
Mundo de Prata
My Imaginarium
My Life
Na Companhia dos Livros
Na Esquina do Tempo
Na Palma da Mão
Nataxxa and Geninha’s Blog
Novas Perspectivas Insulares
O Baú da Erminda
O Meu Momento Zen
O Meu Mundo
O Meu Mundo Miga
O Mundo Encantado dos Livros
O Prazer da Leitura
O Prazer de Ler
Os Devaneios da Jojó
Os Livros da Maria
Os Livros Não Têm Segredos
Os Meus Livros
O Sótão da Mimi
O Tempo entre os Meus Livros
Ouvi Dizer
O Vento Debaixo das Minhas Asas
Palavras Impressas
Palavras Partilhadas
Palavras Soltas
Passatempos Online
Pedacinho Literário
Pereira’s Book’s
Photos e Afins
Pintar com Quantas Cores o Vento Tem
Pipocas Gourmet
Planeta Márcia
Poemas, Rimas & Prosas
Pontos e Pensamentos
Porta-Livros
Porto das Pipas
Portugal Creative
Postais de Anis
Prazer dos Passatempos
Princesa Nilo
Princezices
PTPassatempos
Quadrícula
Queria de Ti
Read to Grow Europe
Refém das Letras
Refúgio do Leitor
Refúgio dos Livros
Romance n’Alma
Romances in Pink
Sapo Livros
Segredo dos Livros
Segredos Escondidos
Silêncios que Falam
SimpleSamples
Sociedade Aberta
Sofia e os Livros
Sol a Cada Dia
Sonhos de uma Rapariga
Sombra dos Livros
Tantos Livros Tão Pouco Tempo
Tempo de Mim
Tertúlias à Lareira
The Fanatic Reader
Tocas e Baldocas
Toque Suave
Totó da Cabeça
Tralhas Grátis
Tuga Passatempos
Uma Biblioteca Aberta
Um Livro e um Café
Um Ponto Azul
Vaidades
Viajar pela Literatura
Vidas Desfolhadas




subscrever feeds