Sexta-feira, 28 de Junho de 2013

 


 



publicado por Rita Mello às 12:35 | link do entrada | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 27 de Junho de 2013



publicado por Rita Mello às 11:47 | link do entrada | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quarta-feira, 26 de Junho de 2013

 

 

Autora do bestseller A Menina na Falésia


Há mistérios que nascem connosco.

 

Côte d’Azur, 1998. Émilie de la Martinières lutou sempre contra o seu passado aristocrático. Agora, com a morte da mãe, é obrigada a confrontá-lo pois é a única herdeira do imponente castelo da família. Mas com a casa vem uma pesada dívida e muitas interrogações: qual era a finalidade do quarto secreto que descobre por baixo da adega? Quem é a misteriosa Sophia, que assina um comovente caderno de poemas? Quem foram os protagonistas da trágica paixão que mudou o curso da história da família?

 

Londres, 1943. Em plena Segunda Guerra Mundial, a inexperiente Constance Carruthers é recrutada pelos serviços de espionagem britânicos e enviada para Paris. Um incidente separa-a do seu contacto na Resistência Francesa, obrigando-a a refugiar-se junto de uma família aristocrata que entretém membros da elite de Hitler ao mesmo tempo que conspira para libertar o país. Numa cidade repleta de espiões e no auge da ocupação nazi, Constance vai ter de decidir em quem confiar o seu coração.

 

Constace e Émilie estão separadas por meio século mas unidas por laços que resistiram à força demolidora do tempo. Os segredos que o passado encerra pulsam ainda em busca de redenção.

 

“Maravilhoso! Um romance à moda antiga com uma história apaixonante e detalhes históricos preciosos.”

Red



publicado por Rita Mello às 11:28 | link do entrada | comentar | favorito
|

 


Lucinda Riley nasceu na Irlanda. Enquanto atriz, trabalhou no cinema, teatro e televisão britânicos. A sua obra está já publicada em 26 países e vendeu mais de um milhão e meio de exemplares. Para além de Uma Espia no Meu Passado, na ASA está já publicado o seu romance A Menina na Falésia. Atualmente, divide o seu tempo entre o Reino Unido e França.


Para mais informações sobre a autora consulte o site lucindariley.co.uk



publicado por Rita Mello às 11:15 | link do entrada | comentar | favorito
|

Terça-feira, 25 de Junho de 2013



publicado por Rita Mello às 11:33 | link do entrada | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 21 de Junho de 2013

 

 

O amor ultrapassa todas as barreiras

 

Com apenas vinte e cinco anos, Julie Barenson tem já uma mágoa maior do que a vida: o seu querido marido, Jim, morreu. Em plena noite de Natal, dilacerada pela perda, ela recebe os dois inesperados presentes que ele lhe deixou. É o típico ato de amor de Jim: não a esquecer nem por um segundo. É assim que Singer, um cachorrinho amoroso e assustado, entra na sua vida. A acompanhá-lo vem um bilhete e uma promessa: Jim velará sempre por ela.

Quatro anos depois, Julie está preparada para começar de novo e Richard Franklin parece ser o homem ideal. É sofisticado, atencioso e adora-a. Mas no seu íntimo, ela sente que algo está errado e termina a relação. A seu lado, incondicionalmente, está Mike Harris, o bondoso melhor amigo de Jim, o homem que a apoiou nos melhores e nos piores momentos. Ao longo dos anos, os sentimentos entre ambos floresceram e parece ter finalmente chegado o momento de viverem plenamente a sua paixão.

Mas nada os podia preparar para a violência de que um homem rejeitado e obsessivo é capaz. Quando a vida parecia sorrir-lhe de novo, Julie tem de enfrentar o pior dos pesadelos - sobreviver à perseguição de um louco.

Nesta comovente história de amor, perda e redenção, Nicholas Sparks ultrapassa os limites do romance ao pintar um quadro implacável dos sombrios desígnios da mente humana. Laços que Perduram é a derradeira prova da sua mestria.



publicado por Rita Mello às 12:29 | link do entrada | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 19 de Junho de 2013

 



Estamos a oferecer três exemplares de Sozinhos na Ilha, de Tracey Garvis Graves. Para se habilitar a ganhar um dos livros basta ser fã do Chocolate para a Alma no Facebook (www.facebook.com/chocolate.para.alma), fazer “gosto” no post do passatempo (aqui), deixar o seu nome nos comentários e partilhá-lo no vosso mural. O passatempo encerra no dia 12 de junho e os vencedores serão escolhidos através do random.org. Boa sorte!



publicado por Rita Mello às 15:06 | link do entrada | comentar | favorito
|

Terça-feira, 18 de Junho de 2013



publicado por Rita Mello às 15:39 | link do entrada | comentar | favorito
|

O livro Sozinhos na Ilha está já a dar que falar. Embora tenha chegado às livrarias há poucos dias, já confirmou o seu estatuto de livro-sensação e leva agora a sua editora a dar-vos umas palavrinhas…

 

Queridos leitores,

 

Antes de mais, gostaria de vos agradecer o carinho com que têm acolhido os romances da ASA. Cada um dos livros que publicamos é, claro, especial para nós, e a alegria que sentimos quando recebemos as vossas mensagens não podia ser maior. E têm sido tantas as reações a Sozinhos na Ilha que não podíamos deixar de vos agradecer do fundo do coração e deixar a garantia de que vamos continuar a publicar os livros de Tracey Garvis Graves, uma autora jovem mas que está claramente para ficar entre os nomes consagrados da literatura atual. Ela é também uma pessoa adorável e quem ainda não a conhece pode dar uma espreitadela a www.traceygarvisgraves.com. Entretanto, deliciem-se com as aventuras de Anna e T. J., dois personagens inesquecíveis que protagonizam uma história difícil de categorizar. História de amor? Aventuras? Sobrevivência? Creio que é tudo isso e ainda mais, pois tem o condão de nos fazer refletir sobre as nossas vidas, tudo aquilo que damos por garantido e a questionar os nossos sonhos e tantas das nossas ansiedades. A verdade é que, quando terminamos a “nossa” estadia na Ilha, algo em nós mudou um pouco. É certo que nunca mais vou encarar da mesma maneira o sonho de estar numa ilha deserta ;) mas há pequenas coisas que valorizo agora mais do que nunca. Este livro é, de facto, muito especial,  e surge no momento certo… Se, por um lado, a crise económica que o país atravessa nos obriga a repensar os nossos comportamentos e a abandonar o materialismo de outrora, por outro lado, a história em si surge como um bálsamo… Aconselho vivamente a quem não o leu a incluí-lo já na checklist para as férias!

 

Um abraço e boas leituras,

Carmen Serrano



publicado por Rita Mello às 11:57 | link do entrada | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 17 de Junho de 2013

 



O primeiro mistério de Charlotte e Thomas Pitt

 

“Quem gosta de crimes com classe pode preparar os scones e aconchegar-se para uma tarde inesquecível.”

The Atlanta Journal

 

Enquanto as irmãs Ellison – Charlotte, Sarah e Emily – visitam amigos e tomam chá nos melhores salões londrinos, uma das suas criadas é brutalmente assassinada. Para Thomas Pitt, o jovem e pacato inspetor destacado para o caso, ninguém está acima de suspeita. A sua investigação na requintada casa da família Ellison vai provocar reações extremas: para uns, será de absoluto pânico; para outros, de deselegante curiosidade; para a jovem Charlotte será algo mais íntimo e empolgante. Algo capaz de levar Thomas a perder momentaneamente o seu instinto detetivesco e a andar com a cabeça nas nuvens. Mas sobre o casal pairam sombras impossíveis de ignorar: Charlotte é uma menina da sociedade e Thomas pertence à classe trabalhadora… e o assassino que atormenta as ruas da cidade continua à solta, implacável.

  

“Com magníficas descrições da vida aristocrática e da glória imperial inglesa e enredos de cortar a respiração. Os mistérios vitorianos de Anne Perry são maravilhosos.”

The New York Times



publicado por Rita Mello às 11:31 | link do entrada | comentar | favorito
|

Anne Perry (pseudónimo de Juliet Hulme) nasceu em Londres em 1938. Autora de romances policiais com uma forte componente histórica e social, conta já com uma longa e aclamada carreira. Tem já mais de 26 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo e foi selecionada pelo The Times como um dos “100 Mestres do Crime” do século XX. O Estrangulador de Cater Street (1979) foi o seu primeiro romance e foi já adaptado pela ITV para telefilme. Vive na Escócia.



publicado por Rita Mello às 11:30 | link do entrada | comentar | favorito
|

 



Voltei costas ao mar e olhei para o interior. A ilha era igualzi­nha às fotografias que tinha visto na Internet, com a diferença de que não havia hotéis de luxo nem casas de férias, pelo menos à primeira vista. A areia muito branca parecia açúcar debaixo dos meus pés descalços; não fazia ideia do que tinha acontecido aos sapatos. O sol, já alto no céu, queimava com um calor intenso.

– Tenho de me sentar. – O meu estômago deu uma volta e jul­guei que ia vomitar. O T. J. sentou-se a meu lado. – Não te preo­cupes – disse eu, quando a náusea finalmente passou. – Já devem saber que houve um acidente e vão mandar um avião para nos procurar.

– Faz alguma ideia de onde estamos? – perguntou ele.

– Não, de todo – respondi.


Podem ler o primeiro capítulo de Sozinhos na Ilha, de Tracey Garvis Graves, aqui.



publicado por Rita Mello às 10:26 | link do entrada | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 14 de Junho de 2013

 



O melhor de Roma:

É uma cidade fantástica para passear com um monumento famoso ou uma fonte maravilhosa a cada esquina. E, é claro, o gelato.

 

O ambiente:

Antigo, agitado e delicioso.

 

Top 3 de coisas a fazer:

1 – Fazer uma excursão gastronómica com a Eating Italy Food Tours, que nos leva à zona pouco povoada de turistas de Testaccio, onde há um espetacular mercado, uma divinal loja gourmet e ainda os melhores cornetti, gelati e pizze na cidade. Há imensas provas ao longo do caminho, além de história local.

2 – Arranje uma mesa numa esplanada numa rua ou piazza bonita, sente-se e observe as pessoas. Aviso já que em locais populares como a piazza Navona até um café é estupidamente caro. No entanto, podemos fazer render uma bebida imenso tempo sem que os empregados nos chateiem para pagarmos e irmos embora.

3 – Apanhe o metro à superfície no Trastevere, visite a Basílica de Santa Maria Maior, que é uma das igrejas mais antigas de Roma, e vagueie depois pelo labirinto de ruas estreitas carregadas de restaurantes, bares e atmosfera. É aí onde se passa grande parte do meu novo romance, When in Rome.

 

Melhor atividade gratuita em Roma:

Muita da história pode ser vista de graça. Não se paga para andar na Escadaria Espanhola, nem para entrar no Panteão ou na Basílica de São Pedro.

 

Locar preferido para comer:

Na minha última visita descobri uma fantástica enoteca na piazza di Pasquino chamada Cul de Sac. É uma sala estreita com paredes repletas de garrafas de vinho e onde servem comida simples e acessível: queijos, carne, saladas e pasta. Pode ir lá para um aperitivo ou antipasti antes do jantar ou para uma refeição completa. Tem um ambiente local e pouco turístico apesar da sua localização.

 

Melhor sítio para compras:

A via dei Condotti é o melhor lugar para encontrar marcas de luxo, mas para comprar algo a preços decentes o melhor é ir à nova loja principal da Zara num palazzo renovado na via del Corso: quatro andares de moda a preços acessíveis num espaço requintado.

 

Melhor sítio para passar um bocado:

Gosto do emaranhado de vielas entre a piazza Navona e o rio Tibre. Tem imenos bares, muito deles com esplanada, e onde toda a gente bebe Aperol Spritz: um aperitivo italiano bastante refrescante com laranja.

 

Qual o segredo mais bem guardado de Roma?

O falso gelato! Há muito em todo o lado. Agora vou contar-vos qual a melhor forma de distinguir o verdadeiro gelato artesanal. O falso vem em cores bonitas e é apresentado em grandes quantidades nas lojas. O verdadeiro gelato tem uma aparência monótona; as cores são esbatidas e são apresentados em recipientes de aço inóxidável. Peça o seu gelato “com panna” e colocam-lhe chantilly no topo, que é a forma como os Italianos gostam dele.

 

Não deixe Roma sem antes…

Comer mozzarella de búfala. Há uma cadeia de bares chamada Obika onde se pode provar diferentes variedades deste queijo que se derrete na boca. Fui a um no Campo de’ Fiori que era um excelente sítio para se ir antes de jantar. Servem lá pratos de mozzarella artesanal de diferentes produtores bem como pizza e saladas. Não era nada mau para uma cadeia de bares, se bem que não tenha ficado convencida com a mozzarella fumada.



publicado por Rita Mello às 14:31 | link do entrada | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 13 de Junho de 2013

 


Uma das coisas que mais tenho tendência a criticar é o tempo que as pessoas – está bem, o meu marido – desperdiçam na Internet. Daí que seja irónico que estivesse a fazer precisamente isso no dia em que comecei a ter ideias para o meu mais recente romance, Aconteceu em Roma.

Para ser justa, não estava a ver carros ou barcos no TradeMe (como o meu marido faz), mas tinha um prazo indefinido para um livro no qual devia estar a trabalhar.

Nessa altura tinha acabado de ler um par de romances com personagens reais – escritores como Ernest Hemingway e Rupert Brooke. E comecei a pensar em fazer algo semelhante. O que se seguiu foi uma tarde inteira no YouTube a ver vídeos enquanto decidia sobre quem escrever.

À noite, já me tinha apaixonado por uma estrela de Hollywood chamada Mario Lanza. A sua voz era arrebatadora, com tanta emoção posta em cada palavra cantada que me provocava calafrios na espinha e com a aparência clássica de um ídolo de matinés. Apesar de, na sua altura, ter sido mais famoso do que Frank Sinatra, poucas pessoas com menos de cinquenta anos já ouviram falar dele. Quando conheci a sua vida em detalhe, quis basear um romance nele.

Tornei-me obcecada; lia tudo a que conseguisse deitar as mãos, suplicando ao pessoal da Videon de Auckland que vasculhasse nos arquivos de VHS em busca dos seus musicais, ouvindo-os no carro. Não me conseguia fartar daquilo.

Apesar disso, revelou-se difícil escrever o romance. A minha história passa-se nos anos em que Mario viveu em Itália e é contada por uma jovem que trabalha na sua casa. Eu precisava de saber como era o verdadeiro Mario em privado.

Por isso fiquei entusiasmada quando consegui contactar Ellisa Lanza Bregman, a sua única filha ainda viva, que partilhou amavelmente algumas das suas memórias.

Aconteceu em Roma é uma poderosa história de amor e música, passada na época da La Dolce Vita. É sobre homens complicados, mulheres glamorosas e escolhas difíceis.

Depois de tantos anos ainda há muitos fãs de Mario Lanza em todo o mundo e fico nervosa ao pensar na forma como eles e Ellisa vão reagir ao romance. Espero que o livro os comova tanto como quando o estava a escrever.

Acima de tudo, espero que a minha história inspire uma nova geração a descobrir a voz e a música de Mario, mesmo que isso envolva desperdiçar tempo na Inernet.



publicado por Rita Mello às 11:28 | link do entrada | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 12 de Junho de 2013

 



Dois desconhecidos.

Uma ilha deserta.

Uma aventura proibida.

 

Uma ilha deserta plena de sol, vegetação luxuriante e mar cristalino é um cenário de sonho.

Ou talvez não…

 

Anna Emerson decide quebrar a sua rotina. Desgastada pelos invernos sombrios de Chicago e uma relação amorosa infeliz, aceita um emprego de verão que parece feito à sua medida: dar aulas numa ilha tropical.

Por seu lado, T. J. Callahan só quer voltar a ter uma vida normal após a sua luta contra o cancro. Mas os pais empurram-no para umas férias num destino exótico.

Anna e T. J. estão a sobrevoar as mil e duzentas ilhas das Maldivas a bordo de um pequeno avião quando o impensável acontece: o aparelho despenha-se no mar infestado de tubarões. Conseguem chegar a uma ilha deserta. Sãos e salvos, festejam e aguardam, convictos de que serão encontrados em breve.

Ao início, preocupam-se apenas com a sobrevivência imediata e imaginam como será contar tamanha aventura aos amigos. Nunca a citadina Anna se imaginou a fazer uma fogueira de raiz ou a caçar para comer. T. J. consegue construir uma cabana com destroços e dá por si a lutar com um tubarão e a ser acolhido por simpáticos golfinhos. Os dois jovens descobrem-se timidamente e exploram a ilha. Mas à medida que os dias se transformam em semanas, e depois em meses, as hipóteses de serem salvos são cada vez menores. Longe vão os tempos em que pequenas comodidades como uma Coca-Cola ou um corte de cabelo faziam parte do dia a dia. Agora, tudo é um desafio, principalmente a atração que sentem um pelo outro e que põe em risco a sua frágil existência naquele meio hostil. 

Ambos têm sonhos por cumprir e vidas por retomar, e é cada vez mais difícil evitar a grande questão: conseguirão um dia sair daquela ilha?

 

Uma imprevisível e apaixonante aventura tropical plena de emoção e drama, que nos relembra o quão preciosa – e frágil – é a nossa vida e tudo o que damos por garantido.

 

O livro mais surpreendente do ano!



publicado por Rita Mello às 10:40 | link do entrada | comentar | favorito
|































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































arquivos

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

tags

a arte de amar

a casa do lago

a crítica

a herança

a leste do sol

a melodia do amor

a menina na falésia

a noiva italiana

agatha christie

agnès desarthe

agridoce

alice hoffman

alona kimhi

annie murray

anthony capella

as meninas dos chocolates

as raparigas da villa

as regras da sedução

as vidas privadas de pippa lee

autobigrafia

barbara e stephanie keating

barbara taylor bradford

bernardine kennedy

bernhard schlink

biografia

casamento de conveniência

chimamanda ngozi adichie

chris cleave

cinema

coleção crime à hora do chá

concurso

confissões ao luar

corações sagrados

crítica

crónica de paixões & caprichos

daniel mason

divorciada aos 10 anos

doces aromas

documentos

domenica de rosa

elizabeth edmondson

entrevista

esther freud

excerto

filme

jaycee dugard

jean sasson

joanne harris

jogos de sedução

julia gregson

julia quinn

kate jacobs

katherine webb

kunal basu

lesley pearse

lições de desejo

lili la tigresse

lucinda riley

madeline hunter

mary balogh

mil noites de paixão

natasha solomons

nicholas sparks

nicky pellegrino

nojoud ali

nunca digas adeus

nunca me esqueças

o clube de tricô de sexta à noite

o português inquieto

o segredo de sophia

os ingredientes do amor

os pecados de lord easterbrook

paullina simons

pequena abelha

prémios

procuro-te

quem quer ser bilionário

rani manicka

razões do coração

rebecca miller

roopa farooki

sam bourne

sarah dunant

segue o coração – não olhes para trás

seis suspeitos

sinopse

susanna kearsley

teu para sempre

top

trailer

trilogia langani

um verão em siena

uma carta inesperada

uma casa de família

uma noite de amor

uma vida ao teu lado

vida roubada

vídeo

vikas swarup

w bruce cameron

todas as tags

Amigas e amigos
A Casa Torta
A Galáxia dos Livros
A Gémea que Faltava
Alojaeasverdades
A Magia dos Livros
A Menina dos Policiais
Ametista Cintilante
A Minha Vida em Mil Páginas
Amostras e Passatempos
Anjo, Estrelinhas e Manas
Ao Ler o Livro
A Opinião do Prazer
A Participar
A Partir dos 30
Artes e Devaneios
As Ameias do Crepúsculo
As Histórias de Elphaba
As Leituras da Fernanda
As Leituras da Maggie
As Leituras do Corvo
As Minhas Leituras
Avenida Surrealista
A Viajante
Bad Books Don’t Exist
BiblioMigalhas
Biblioteca CEF LIVROS com VIDA
Biblioteca do CEDV
BlogBrottas
Blogtailors
Bookeater/Booklover
BookManíacas
Books and Books
Books Around the Corner
By Juaniska
Café de Letras
Cantinho das Partilhas
Cartuchos Literários do Guerreiro
Castelo de Letras
Chá da Meia-Noite
Chá de Menta
Chá para Dois
Chovem Livros
Cinco Quartos de Laranja
Clorofórmio do Espírito
Clube dos Livros
Clumsy Girl
Coisas da Cleo
Compartilhando Leituras
Conta-me Histórias
Cuidado com o Dálmata
Daqui Prá Frente Só Há Dragões
Declaro-me Sonhadora
Destante
De Volta dos Tachos
Directório Livros e Marcadores
Doce Refúgio
Doida por Livros
Dominus
Dos Meus Livros
Esmiuça o Livro
Esmiuçar os Livros
Estante de Livros
Este meu Cantinho
Expressividade
FazendoArte
Finding Neverland
Floresta das Leituras
Floresta de Livros
Folhas de Papel
Ganha Prémios na Net
Ganhar.me
Girl in the Clouds
Godalsky
Gosto de Ti Livro
Grilinha
Há Luz no Fundo do Túnel
Horas Serenas
Ines’s Secrets
Inocência de Amar
Já Ganhavas qualquer Coisa!
Jonasnuts
Kikisses
Lector in Fabula
Learning To Breathe on my Own
Leitura da Semana
Leituras (and so on)
Leituras… By Bauny
Leituras das Marias
Leituras de A a B
Ler
Ler e Reflectir
Ler é Viver
Ler por Gosto não Cansa
Ler, um Prazer Adquirido
Letras&Baquetas
Letras sem Fundo
Leves e Ausentes
Leya BIS
Livreo
Livros de Bia
Livros e Leituras
Livros e Marcadores
Livros, o Meu Vício
Livros no Tempo
Livros para Devorar
Livros que Inspiram
Lost in Chick-Lit
Lucie’s… Corner on the Moon
Magical Pieces…
Mais Alguém no Mundo
Mais Passatempos
Manta de Histórias
Marcador de Livros
Maria Pudim
Max Costinha
Mesmo Grátis
Mil Estrelas no Colo
Minha Essência
Mira 46
Momentâneos
Morrigan
Moura Aveirense
Muito para Ler
Mundo da Inca
Mundo de Prata
My Imaginarium
My Life
Na Companhia dos Livros
Na Esquina do Tempo
Na Palma da Mão
Nataxxa and Geninha’s Blog
Novas Perspectivas Insulares
O Baú da Erminda
O Meu Momento Zen
O Meu Mundo
O Meu Mundo Miga
O Mundo Encantado dos Livros
O Prazer da Leitura
O Prazer de Ler
Os Devaneios da Jojó
Os Livros da Maria
Os Livros Não Têm Segredos
Os Meus Livros
O Sótão da Mimi
O Tempo entre os Meus Livros
Ouvi Dizer
O Vento Debaixo das Minhas Asas
Palavras Impressas
Palavras Partilhadas
Palavras Soltas
Passatempos Online
Pedacinho Literário
Pereira’s Book’s
Photos e Afins
Pintar com Quantas Cores o Vento Tem
Pipocas Gourmet
Planeta Márcia
Poemas, Rimas & Prosas
Pontos e Pensamentos
Porta-Livros
Porto das Pipas
Portugal Creative
Postais de Anis
Prazer dos Passatempos
Princesa Nilo
Princezices
PTPassatempos
Quadrícula
Queria de Ti
Read to Grow Europe
Refém das Letras
Refúgio do Leitor
Refúgio dos Livros
Romance n’Alma
Romances in Pink
Sapo Livros
Segredo dos Livros
Segredos Escondidos
Silêncios que Falam
SimpleSamples
Sociedade Aberta
Sofia e os Livros
Sol a Cada Dia
Sonhos de uma Rapariga
Sombra dos Livros
Tantos Livros Tão Pouco Tempo
Tempo de Mim
Tertúlias à Lareira
The Fanatic Reader
Tocas e Baldocas
Toque Suave
Totó da Cabeça
Tralhas Grátis
Tuga Passatempos
Uma Biblioteca Aberta
Um Livro e um Café
Um Ponto Azul
Vaidades
Viajar pela Literatura
Vidas Desfolhadas




subscrever feeds