Sexta-feira, 24.09.10

 

Para lerem a entrevista de José Riço Direitinho a Esther Freud, a propósito de A Casa do Mar, publicada no suplemento Ípsilon, do Público, basta clicarem nas imagens.



publicado por Rita Mello às 17:30 | link do entrada | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 10.08.10

 

Para além de A Casa do Mar , que romances de Esther Freud foram já publicados na ASA?

Resposta: Um Verão em Siena

Vencedores:

01 – Cláudia Alexandra Varela Cruz

25 – Marco Santos

50 – Maria Narcisa Padre Santo Rocha Teles

75 – Clara Simões

100 –Francisca Patita

 

Parabéns aos vencedores e obrigada a todos os participantes!

E boas férias!




publicado por Rita Mello às 19:54 | link do entrada | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quarta-feira, 04.08.10

 

 

Para além de A Casa do Mar , que romances de Esther Freud foram já publicados na ASA?

 

Envie a sua resposta para joanneharris@sapo.pt – e se estiver correcta e for a 1.ª, a 25.ª, a 50.ª  75.ª ou a 100.ª a chegar, ganha automaticamente um dos cinco exemplares de Casa do Mar, de Esther Freud, que a ASA tem para oferecer. A data limite é domingo, dia 8 de Agosto.



publicado por Rita Mello às 17:20 | link do entrada | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 03.08.10

 

 

Quando abandona temporariamente a cidade de Londres rumo a uma pequena vila costeira, a jovem Lily sente-se imediatamente arrebatada pela paisagem deslumbrante e pelo ritmo da pequena comunidade. Ela está a seguir as pisadas do falecido arquitecto Klaus Lehmann, objecto de estudo da sua tese académica. Mas, à medida que aprofunda a sua pesquisa, o fascínio pela vida de Klaus ameaça suplantar a admiração pela sua obra. Será com “uma ponta de inveja” que a jovem descobre a intensidade da paixão que Klaus sentia pela mulher, Elsa. Os laços que uniram os dois amantes agitam ainda as páginas de inúmeras cartas de amor. Ao lê-las, Lily reconstrói a história do casal e, sozinha na sua casa junto ao mar, começa a questionar a sua própria vida. A agitada rotina londrina, a carreira e a relação com o namorado enfrentam agora novos e desafiadores sonhos e emoções. Gradualmente, Lily apercebe-se de que o vazio que sente pode não ser preenchido com um simples regresso a casa…

 

Bisneta de Sigmund Freud e filha do pintor Lucien Freud, Esther inspirou-se livremente na correspondência do seu avô Ernst – conferiu inclusivamente ao personagem de Klaus Lehmann alguns dos seus traços – para, com um talento e profundidade únicos, explorar os caminhos tortuosos da mente humana e o poder ilimitado do amor.



publicado por Rita Mello às 15:06 | link do entrada | comentar | ver comentários (6) | favorito

 

 

Esther é filha do pintor Lucien Freud, a quem serviu de modelo, e bisneta de Sigmund Freud – que se orgulharia pela maneira como alguns temas, sobretudo o sexo e a morte, são abordados.”

José Riço Direitinho, Público


“Um sensual e inteligente romance sobre o amor, os seus símbolos e o poder transformador dos lugares que habitamos.”

The Washington Post

 

“O melhor livro de Esther Freud até à data.”

Louis de Bernières, autor de O Bandolim do Capitão Corelli

 

“Resplandecente, generoso, impecavelmente escrito. Como todas as grandes obras, é um romance que perdura na memória do leitor.”

The Guardian

 

“Uma assombrosa e empolgante leitura carregada de reviravoltas.”

Daily Express

 

“O talento de Esther Freud para evocar o amor – e todas as suas complexas ramificações – torna este romance verdadeiramente imperdível.”

Marie Claire

 

“Uma obra elegante sobre o amor e as suas decepções. O mais ambicioso e maduro romance de Esther Freud até à data.”

The Daily Telegraph

 

“Fantástico e maravilhoso. O melhor romance de Esther Freud .”

Harpers & Queen

 

“Delicado e sofisticado. Um romance elegante que perdura na memória do leitor muito depois do seu final.”

Time Out London

 

“Admirável.”

The Sunday Times

 

“Inteligente e fascinante. Esther Freud evoca na perfeição a atmosfera de uma aldeia costeira e prova que é possível nos apaixonarmos por um lugar onde o rio encontra o mar.”

The Independent on Sunday

 

“Esplêndido… Um romance construído com uma precisão maravilhosa.”

Publishers Weekly



publicado por Rita Mello às 15:04 | link do entrada | comentar | favorito

Sexta-feira, 30.07.10



publicado por Rita Mello às 12:26 | link do entrada | comentar | favorito

Sexta-feira, 22.05.09

Esther Freud nasceu em Londres em 1963. Oriunda de uma família bastante conhecida – filha do pintor Lucien Freud e bisneta de Sigmund Freud –, foi actriz antes de se dedicar à literatura. Hideous Kinky, o seu primeiro romance, foi finalista do John Llewellyn Rhys Prize 1992 e adaptado ao cinema num filme protagonizado por Kate Winslet. Em 1993, integrou a lista dos Melhores Jovens Romancistas Britânicos da prestigiada revista Granta. Para além de A Casa do Mar, na ASA está também publicado o seu romance Um Verão em Siena.



publicado por Rita Mello às 16:33 | link do entrada | comentar | favorito

arquivos

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

tags

a arte de amar

a casa do lago

a crítica

a herança

a leste do sol

a melodia do amor

a menina na falésia

a noiva italiana

agatha christie

agnès desarthe

agridoce

alice hoffman

alona kimhi

annie murray

anthony capella

as meninas dos chocolates

as raparigas da villa

as regras da sedução

as vidas privadas de pippa lee

autobigrafia

barbara e stephanie keating

barbara taylor bradford

bernardine kennedy

bernhard schlink

biografia

casamento de conveniência

chimamanda ngozi adichie

chris cleave

cinema

coleção crime à hora do chá

concurso

confissões ao luar

corações sagrados

crítica

crónica de paixões & caprichos

daniel mason

divorciada aos 10 anos

doces aromas

documentos

domenica de rosa

elizabeth edmondson

entrevista

esther freud

excerto

filme

jaycee dugard

jean sasson

joanne harris

jogos de sedução

julia gregson

julia quinn

kate jacobs

katherine webb

kunal basu

lesley pearse

lições de desejo

lili la tigresse

lucinda riley

madeline hunter

mary balogh

mil noites de paixão

natasha solomons

nicholas sparks

nicky pellegrino

nojoud ali

nunca digas adeus

nunca me esqueças

o clube de tricô de sexta à noite

o português inquieto

o segredo de sophia

os ingredientes do amor

os pecados de lord easterbrook

paullina simons

pequena abelha

prémios

procuro-te

quem quer ser bilionário

rani manicka

razões do coração

rebecca miller

roopa farooki

sam bourne

sarah dunant

segue o coração – não olhes para trás

seis suspeitos

sinopse

susanna kearsley

teu para sempre

top

trailer

trilogia langani

um verão em siena

uma carta inesperada

uma casa de família

uma noite de amor

uma vida ao teu lado

vida roubada

vídeo

vikas swarup

w bruce cameron

todas as tags

subscrever feeds